foto-maria-lenk

Uma mulher incrível: Maria Lenk

foto-maria-lenk

A maior nadadora brasileira de todos os tempos. Essa é Maria Lenk.  Nascida em 1915, com pais alemães que imigraram para o Brasil, ela é a precursora de toda a história do esporte olímpico feminino no Brasil. Foi a primeira mulher sul-americana a participar de uma Olimpíada, em Los Angeles, em 1932, e também a primeira nascida em nosso país a se tornar recordista mundial na modalidade.

E sua história não para por aí. Na Olimpíada de Berlim, em 1936, onde já teve a companhia de cinco outras nadadoras brasileiras, disputou a prova dos 200m com o nado borboleta, sendo a primeira pessoa do mundo a nadar nesse estilo, que depois se tornou um dos quatro oficiais da natação.

Sua vida no esporte começou cedo. E de maneira inesperada. Com inúmeros problemas respiratórios, recebeu uma recomendação médica para nadar como forma de tratamento. Com isso, incentivada pelo pai, um atleta da ginástica, iniciou seus treinamentos no rio Tietê, ao lado de sua casa, em São Paulo.

Quando estava no auge de sua carreira, após bater dois recordes mundiais nado de peito, em 1939, viu suas chances de medalha olímpica escaparem após o cancelamento das Olimpíadas de 1940 e 1944, devido à II Guerra Mundial.

Mesmo assim, não desistiu jamais da natação. Passou a se dedicar aos campeonatos de masters,  pelos quais competiu até o fim de sua vida, em 2007, quando sofreu um mal súbito enquanto treinava. Lenk  tem recordes mundiais em diversas faixas etárias da categoria, sendo uma das principais atletas da história. Tanto é que entrou para o Hall da Fama da Federação Internacional de Natação (Fina), em 1988, quando foi homenageada com o título Top Ten, por ser um dos 10 melhores nadadores masters no mundo.

Toda sua vida dedicada à natação colocou seu nome na história do esporte. Diversas homenagens foram prestadas a ela. Por exemplo, a maior competição brasileira de natação chama-se Maria Lenk.  Além disso, o Parque Aquático que foi usado nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro ganhou o nome dela. Justas lembranças para uma atleta que fez tanto pelo Brasil.

Fonte: Torcer pelo Esporte

Deixe uma resposta