arthur-kury

Arthur Cury: uma jovem inspiração

Ele tem apenas 16 anos, mas já virou um verdadeiro motivo de orgulho para os treinadores e inspiração para os pequenos que literalmente mergulham nas aulas de natação. O curitibano Arthur Cury, atleta da Academia Gustavo Borges, já coleciona campeonatos nacionais e internacionais, sendo que no início deste ano foi o responsável por trazer duas das cinco medalhas de ouro conquistadas pelo Brasil no Torneio Multinations, em Limassol, no Chipre.

Além destes dois Ouros no Multinations também já traz no currículo a prata nos 200 metros livres e o Bronze nos 100 metros livres do Troféu Maurício Bekenn, o Campeonato Brasileiro Infantil de Natação, em 2013, entre diversos outros campeonatos internacionais.

Para conquistar tudo isso, Arthur começou a nadar bem cedo, aos cinco anos. Incentivado pelos pais, que perceberam sua aptidão por esportes, passou a praticar judô, futebol, atletismo e até xadrez. Mas seu nome, idêntico ao do herói dos quadrinhos Aquaman, e sua paixão pela água não negavam que o seu destino era mesmo a piscina. Dez anos depois, o menino voltou para a natação e se entregou de vez à sua modalidade predileta. “A professora, já no início, nos falava que ele era o aluno que melhor nadava”, conta o pai, Rodrigo Cury.

Mas como é que o Arthur chegou de um aluno de natação a esportista profissional? A gente conversou com ele pra saber sobre isso e mais alguns detalhes da Carreira do Arthur, confira!

Com quantos anos você começou a nadar?
Comecei a fazer natação com cinco anos, na Gustavo Borges mesmo. Meus pais me incentivaram.

E quando você se deu conta que a natação era algo sério, não apenas mais uma atividade?
Comecei a treinar sério para o campeonato estadual, em Ponta Grossa, no final de 2010. No final do ano seguinte, 2011, estava cansado de conquistar só medalhas de prata e passei a me dedicar ainda mais. E deu certo, porque em 2011 já consegui três medalhas de ouro na seletiva regional para o Chico Piscina, o campeonato brasileiro que reúne as categorias infantil e juvenil.

Alguém na sua família nada também? Algum irmão, primo ou pai e mãe?
Meu pai nadava, tenho alguns tios que nadam também… A minha família por parte de pai é bem ligada à natação.

Você treina quantas vezes por semana e quantas horas por dia?
Treino todos os dias de semana, ou seja, de segunda a sexta. São duas horas por dias de trabalhos na piscina e mais uma hora de exercícios mais voltado para a parte física depois. Então, dá mais de três horas por dia, cinco vezes por semana.

Quais as maiores dificuldades do treino?
Eu sinto maior dificuldade quando consigo alcançar uma marca boa, mas depois passo muito tempo tentando e não consigo bater este tempo. Muitas vezes me sinto desmotivado. Mas daí normalmente meus pais e meu treinador me incentivam bastante e eu consigo alcançar meus objetivos.

Como você se sente quando está dentro da água?
Ah, para mim é muito natural, como eu já faço natação desde os cinco anos de idade. Parece que eu estou em casa.

Qual é a sensação de sair vitorioso em uma competição para a qual você se dedicou muito?
Ah, é muito bom conquistar uma medalha, né, mas quando consigo a prata fica aquela sensação de “queria mais”. Quando consigo baixar um tempo meu, dá um certo alívio, penso “finalmente!”.  Mas ganhar o ouro é indescritível, é muito bom.

Quer se tornar um nadador profissional? Quais são seus planos?
Quero sim. Sempre me sinto muito bem nadando, quero ir competindo nas categorias até chegar na sênior (a partir dos 20 anos, aproximadamente) e competir contra Cesar Cielo, Thiago Pereira…

Para ter um bom desempenho, você cuida da alimentação?
Cuido, sim. Tenho o acompanhamento de uma nutricionista, indicada pela Gustavo Borges. Preciso ter uma dieta equilibrada, comer um pouco de tudo.

Já deixou de fazer alguma coisa (como ir ao cinema ou sair com os amigos) para nadar?
Ah, já, isso sempre acontece. Já deixei de ir em festa que um amigo meu tinha me convidado porque estava treinando, já deixei de ir almoçar fora com meus amigos porque tinha competição.

Fora da água, o que vc gosta de fazer?
Bom, quando eu tenho um tempo livre, gosto de encontrar com meus amigos, correr, passear com meus pais e meu irmão.

Faz algum outro esporte? Surfa?
Já fiz futebol, judô e xadrez. Na verdade eu comecei a natação com cinco anos, depois fui fazer esses outros esportes e daí voltei de vez aos nove anos. Eu treinava atletismo também aos sábados, em 2011, mas não era para mim. Agora eu estou focado mais só na natação mesmo.

 

Deixe uma resposta